• Icepe – Português para Estrangeiros

Cinco atividades lúdicas para aprendentes de português

Atualizado: Ago 27

Estamos localizados no coração do Brasil e criamos este blog não apenas no intuito de motivar nossos alunos, mas também propor discussões aos nossos colegas, professores e pesquisadores de Português como Segunda Língua, Língua Estrangeira ou Língua de Herança.


Nosso público hoje é de maioria adulta: grande parte vem da comunidade diplomática e busca o português para o mundo dos negócios. Embora muitos tenham interesses profissionais na língua, não importa a idade do aprendente, aprender deve ser sempre prazeroso.


Observando a comunicação como meio e fim do processo, propomos aqui cinco atividades interativas para aumentar a confiança do aprendente e sua fluência, contribuindo para o processo de sociabilização desse sujeito dentro da sala de aula e na comunidade de imersão.


As atividades propostas são resultados da nossa prática docente e, principalmente, das discussões e reflexões com nossos pares. Vamos lá?


1. Um minuto!


Sugestão de nível: básico ou intermediário

Objetivo da atividade: recapitular o vocabulário específico trabalhado em uma aula (culinária, partes da casa, partes do corpo, cores…)

Quantidade de alunos: pares, trios ou quartetos.

Proposta: o professor entrega aos alunos uma folha de papel com linhas numeradas e, com um cronômetro, solicita que escrevam em um minuto a maior quantidade de palavras que lembrarem sobre o campo semântico escolhido. Ao final, o professor troca as folhas e os grupos adversários devem corrigir as listas escritas pelos colegas para contar quantas palavras estão adequadas à dinâmica e grafadas corretamente. Vence o grupo com mais acertos.


2. Concurso de pronúncia


Sugestão de nível: todos

Objetivo da atividade: praticar a pronúncia e trabalhar dificuldades de percepção e produção oral.

Quantidade de alunos: pares, trios ou quartetos.

Proposta: com base nas línguas faladas pelos aprendentes e suas dificuldades fonéticas, o professor seleciona trava-línguas para a leitura em sala. O professor não deve ler o trava-línguas inicialmente, mas sim pedir que os alunos leiam e usem de sua compreensão e produção prévia. Cada dupla ou grupo deve indicar um colega para ler o trava-línguas da vez. Ao final da rodada, ganham pontos os grupos com pronúncia adequada, ou seja, que não possa gerar falhas de comunicação.

Exemplos:

O rato roeu a roupa do rei do Roma. A rainha raivosa rasgou o resto.

A aranha arranha a rã. A rã arranha a aranha. Nem a aranha arranha a rã, nem a rã arranha a aranha.

A vaca malhada foi molhada por outra vaca molhada e malhada.


3. Personalidade secreta


Sugestão de nível: básico ou intermediário

Objetivo da atividade: praticar o vocabulário sobre descrição física ou psicológica de pessoas.

Quantidade de alunos: pares, trios ou quartetos.

Proposta: para cada grupo, o professor deve entregar uma fotografia ou mostrar uma imagem de uma personalidade conhecida mundialmente. Os aprendentes deverão criar cinco pistas concisas sobre a aparência e a carreira da personalidade em questão para desafiar os outros grupos. Vence o grupo que descobrir a personalidade secreta com menos pistas.

Exemplos:

  1. Ele é argentino e mora na Europa.

  2. É sorridente, simpático, comunicativo e fala várias línguas.

  3. Ele tem estatura mediana, é calvo e usa roupas brancas.

  4. É um líder religioso.

  5. Mora no Vaticano.


4. História sem pé nem cabeça


Sugestão de nível: intermediário

Objetivo da atividade: trabalhar um tempo verbal específico.

Quantidade de alunos: no mínimo, uma dupla.

Proposta: o professor deve preparar uma pequena apresentação em sequência de imagens com conteúdo inusitado. Para começar, deve-se contar o início de uma história para a turma. Após a introdução, o professor mostra a primeira imagem e um aprendente deve continuar o relato seguindo duas premissas: a inclusão da imagem no enredo e a utilização do tempo verbal escolhido.

Exemplo:

Um dia, a mãe disse para o filho não comer a sobremesa antes do almoço. O menino não obedeceu à mãe e foi direto para a geladeira, quando encontrou…

Aprendente 1: “…um gato! O gato ficou assustado e fugiu.”


5. O prato do dia


Sugestão de nível: básico ou intermediário

Objetivo da atividade: praticar o vocabulário relacionado à alimentação e à culinária.

Quantidade de alunos: duplas, trios ou quartetos.

Material necessário: folhetos de promoções de supermercados

Proposta: o professor deve exibir uma receita rápida aos estudantes. Depois disso, o professor deverá entregar os folhetos aos alunos e dar, em média, dois minutos para que eles façam uma lista dos ingredientes da receita usando o vocabulário presente no folheto. Vence o grupo que conseguir listar a maior quantidade de ingredientes e reescrever a receita fazendo substituições aos ingredientes.

Dica: o canal Allrecipes Brasil no Youtube tem receitas fáceis de, em média, 3 minutos, como a simples Torta de limão com merengue:


Quer conhecer mais dicas ou partilhar sobre sua prática de sala com a gente? Que tal deixar um comentário?

Até a próxima!

Professora Eugênia Fernandes

Equipe Icepe

1 visualização

©2020 por Instituto Cultural de Ensino de Português para Estrangeiros.